top of page

O que é a Web 3.0? Entenda como a Internet evolui e conheça a nova era

Assim como todas as invenções do ser humano, a Internet está em constante evolução e mudança. Isso se dá ao fato de que ela se transforma de acordo com as necessidades que os usuários apresentam, ao lado do que a tecnologia passa a permitir. Nesse sentido, você já sabe o que é a Web 3.0?

Assim como a indústria tem as eras conforme as diferentes revoluções industriais traziam novas variáveis, a Internet também passa por isso. Dessa forma, é importante para qualquer pessoa que a usa, especialmente como fonte de renda, estar atento às novas tendências. Veja no conteúdo a seguir!

As revoluções Web

Segundo estudiosos, é possível dividir as eras da Web em três períodos distintos: 1.0, 2.0 e 3.0. Essas nomenclaturas vêm do próprio criador do WWW, Tim Berners-Lee, que, desde que começou a ter sucesso nas tentativas de se comunicar por meio da Internet, já previa que ela iria evoluir dessa maneira.

Cada uma dessas eras relaciona-se diretamente a uma fase pela qual a Internet passou. Essas mudanças, por sua vez, foram frutos de diversos comportamentos e tecnologias — desde os hábitos de consumo dos usuários à invenção da fibra óptica influenciam como a Web se adapta.

Web 1.0

A Web 1.0, como é de se imaginar, é a primeira ideia de Internet que temos. Para quem viu esse meio de comunicação surgir, a lembrança ainda estará vívida na mente: a conexão discada, as páginas em HTML etc. Tudo isso era uma grande novidade para os usuários, que começavam a explorar as possibilidades.

O conceito principal desse período era a disponibilização de informação. Dessa forma, grandes páginas criadoras de conteúdo possibilitaram o acesso dos usuários a uma série de informações, jogos, imagens e até mesmo fóruns. Alguns exemplos que dominaram a era foram UOL, Yahoo e MSN.

Web 2.0

A evolução da Internet trouxe, então, a Web 2.0, que é a que todos os usuários de hoje estão familiarizados. Nesse momento, acontece a descentralização das informações, de modo que os usuários não são mais espectadores e sim fontes de conteúdo também.

Dessa forma, há a ascensão de páginas interativas, em que os próprios usuários podem interagir entre si sem a necessidade de um mediador. Aqui, os destaques são as redes sociais, a maneira mais popular desse tipo de troca.

A chegada da Web 3.0

É natural que, com o passar do tempo, a Internet buscasse outra maneira de interagir. Isso já havia sido previsto, mas só começou a entrar em ação recentemente, com a ascensão do que é a Web 3.0.

A popularização do meio de comunicação e das formas como ele se constrói facilitou a descentralização da Internet. Pense que, durante a segunda era, a necessidade de centralizar alguns dados era fundamental.

Assim, empresas como o Google e a Meta criaram centros gigantescos para comportar os dados de seus usuários na nuvem. São milhares de computadores trabalhando em uníssono de diversos lugares do mundo para garantir que os usuários possam utilizar as plataformas normalmente.

Por outro lado, os computadores domésticos passaram a ser cada vez mais potentes, e outras empresas viram uma oportunidade nisso. Em vez de gastar tanto dinheiro em um centro de dados gigantesco, porque não descentralizar essas informações em diversas máquinas pelo mundo? Essa é a Internet do futuro.

Características da Web 3.0

Agora que você já sabe o que é a Web 3.0 e qual é a proposta principal dela, é hora de conhecer as suas principais características. Assim, você poderá se preparar para as mudanças que ela trará em breve (que já estão acontecendo).

Descentralização

Como mencionado, a descentralização é o foco da Web 3.0. Com ela, computadores de todo o mundo poderão trabalhar juntos para um objetivo único — como, por exemplo, a mineração de criptoativos. A segurança dos dados será garantida por meio da criptografia.

Inteligência artificial

Além da descentralização, o uso de inteligência artificial é o outro principal pilar da Web 3.0. Com a chegada e popularização da tecnologia, a ideia é que os usuários passarão a criar conteúdos ao lado das IAs, além de contar com elas para tarefas diárias.

Metaverso

Com a chegada da nova era, as relações humanas na Internet também vão mudar. É esperado que diversos encontros e interações passem a ser realizados por meio do metaverso, que poderá ser uma versão estendida ou diferenciada do nosso mundo real.

Machine Learning

Por último, mas não menos importante, o machine learning será protagonista na Web 3.0, especialmente para o cotidiano das pessoas. Os assistentes virtuais poderão aprender mais sobre os usuários e, assim, se adaptarem para serem de maior ajuda possível para o dia a dia deles.

Esteja conectado com o futuro com a ComSchool!

A ComSchool te ajuda a estar sempre de olho no amanhã. Se você gostou de aprender o que é a Web 3.0, continue acompanhando o blog e não deixe de conhecer os cursos que são desenvolvidos para você!

Commentaires


bottom of page