top of page

Benchmark: saiba o que é e qual é a importância

Atualizado: 11 de mar.

Os indicadores e as métricas de desempenho são ferramentas essenciais para analisar o crescimento de um negócio.





Além disso, são importantes para verificar problemas e gerar soluções com base nas metas estabelecidas.


Entretanto, você sabe o que é benchmark?


Muito utilizado no mercado para estudar a concorrência, ele é um indicador que ganhou muito destaque no mercado digital devido a principal funcionalidade que possui: comparar duas empresas de um mesmo setor.


É um fator importante para analisar a margem de lucro e tomar decisões mais assertivas para o futuro do empreendimento.


Quer saber o que é benchmark de forma mais aprofundada e entender a importância dele para a gestão? Então, continue a leitura deste artigo. Assim, você fica por dentro de todas as informações sobre o assunto.





O que é benchmark?



Benchmark - Sala de análise de dados da concorrência


Benchmark (cuja tradução literal é “marca de referência”) trata-se de um processo de análise de mercado por meio da busca de informações sobre concorrentes e referências. Ele também possibilita identificar novas tendências e oportunidades.


Além disso, o indicador tem a função de ajudar os profissionais a definirem o melhor caminho a seguir, com outras empresas como referência.


Com essa abordagem, os empreendedores podem observar, aprender e melhorar processos já utilizados em qualquer área de atuação, além de criar estratégias responsáveis pelo crescimento do empreendimento.


Ele pode ser usado para obter diferentes informações, que podem ser cruciais para o desempenho. Sendo assim, é uma forma de aprimorar as abordagens e obter excelência nos resultados com base nos objetivos estabelecidos previamente.


Porém, é importante saber que existem diferentes tipos de benchmarking para aplicar em um negócio. Além disso, cada um deles possui características diferentes e podem auxiliar uma empresa de forma específica. Continue a leitura para conhecer as diferentes modalidades do processo.


Genérico


Muito utilizado no mercado, o benchmarking genérico é viável para negócios que apresentam características iguais nas funções e nos processos internos desempenhados, mesmo que façam parte de setores diferentes.


Competitivo


O benchmarking competitivo é feito com base em companhias concorrentes. Sendo assim, é uma maneira de medir o posicionamento da empresa frente às instituições que disputam visibilidade.


Interno


Nessa modalidade de benchmark, são avaliados setores de um empreendimento de forma avulsa. Então, é possível comparar processos e resultados de áreas específicas. Entretanto, é preciso que as práticas internas de ambas as empresas sigam os mesmos direcionamentos para obter as melhorias adequadas.


Funcional


Esse é o indicador mais utilizado. Ele não exige a necessidade de usar um concorrente como o principal benchmark. Nesse caso, nas empresas analisadas, consideram-se as funções que são semelhantes entre os negócios.



O poder da comparação


Para se tornar a melhor entre as melhores, uma empresa precisa fazer um estudo de mercado e entender como as outras organizações trabalham. Comparam-se produtos ou serviços, práticas empresariais e estratégias de marketing, entre outras características.


Ao observar o entorno, a instituição passa a ter mais autoconhecimento e identifica o que deve ser melhorado ou descartado. Assim, os objetivos são alinhados e cumpridos, superando as expectativas.


Avaliar o que as outras empresas fazem provoca insights, algo benéfico no campo da inovação em um processo contínuo. Com o Benchmark, é possível constatar o que pode ser aperfeiçoado para alcançar o sucesso com agilidade.


A introdução de melhorias constantes traz vantagens competitivas e melhora a capacidade de tomada de decisão. Além disso, alavanca os processos e a performance. Agora que você já sabe qual é a importância do benchmarking, que tal aprender como colocá-lo em prática?



O que considerar?


Para escolher um benchmark e utilizá-lo como base para o crescimento da empresa, é importante considerar diversos fatores relacionados ao segmento do seu negócio. Isso porque a escolha dos empreendimentos de referência para a reestruturação dos objetivos da sua instituição deve ser feita rigorosamente.


Outro fator que você deve ter em mente no momento de fazer benchmarking é lembrar que esse é um processo de evolução constante. Isso porque as necessidades dos clientes sempre mudam, sendo indispensável manter-se atualizado nas tendências. Essa é uma estratégia utilizada por concorrentes de diferentes setores.


Por isso, essa metodologia, que tem como principal objetivo a análise do mercado, é essencial para saber quais processos otimizar na empresa. Além disso, ela serve para compreender como essas soluções podem ser implementadas com base nas exigências do seu empreendimento.




Principais Métricas de Benchmark


As métricas de benchmark são cruciais para avaliar o desempenho e a eficiência de sistemas, processos ou organizações, comparando-os com padrões estabelecidos ou com os melhores do setor.


Uma das principais métricas é o tempo de resposta, que mede a rapidez com que um sistema ou componente responde a uma solicitação.


No contexto de TI, isso pode referir-se ao tempo necessário para que um banco de dados recupere informações ou que uma página web seja carregada completamente.


Esta métrica é vital para a experiência do usuário, pois sistemas mais rápidos são geralmente mais apreciados pelos usuários finais.


Outra métrica essencial é a eficiência de custo, que compara o custo de operação ou produção com a saída ou resultado.


Por exemplo, em uma fábrica, isso pode envolver a análise do custo de produção por unidade para determinar a eficiência do processo de fabricação.


Nas operações de TI, pode-se avaliar o custo por transação ou o custo total de propriedade (TCO) de sistemas e tecnologias. Essa métrica ajuda as organizações a identificar áreas onde podem reduzir custos ou alocar recursos mais eficientemente, maximizando assim o retorno sobre o investimento (ROI).


Por fim, a satisfação do cliente é uma métrica de benchmark primordial que avalia a percepção do cliente sobre um produto, serviço ou experiência.


Isso é frequentemente medido através de pesquisas de satisfação, Net Promoter Score (NPS) ou feedback direto do cliente.


A satisfação do cliente é um indicador chave do sucesso a longo prazo, pois clientes satisfeitos tendem a ser leais, repetir negócios e fazer recomendações positivas.


Portanto, essa métrica não só fornece insights valiosos sobre a qualidade do produto ou serviço, mas também serve como um barômetro para a saúde geral da relação entre a empresa e seus clientes.


Impulsione seu negócio com a ajuda da ComSchool!


A gestão de um negócio requer conhecimento em diversas práticas e ferramentas para o dia a dia do empreendedor. Além de facilitar a administração, seja de uma loja virtual, seja de outra plataforma, o aprendizado é essencial para identificar problemas e gerar melhorias para o aumento da performance e a visibilidade no mercado.


Assim como o benchmark, existem vários outros indicadores importantes para avaliar a própria organização.


Quer saber mais?


Conheça todas as oportunidades de estudo oferecidas na nossa escola de negócios, a ComSchool. Desse modo, você tem acesso a diferentes cursos sobre tudo o que envolve marketing digital, redes sociais e e-commerce.


Comments


bottom of page