top of page

O que é ERP? Descubra a função de uma das principais ferramentas para negócios

Atualizado: 26 de fev.

Para um negócio manter as operações fluidas e seguras, é preciso aplicar uma série de estratégias e utilizar ferramentas inteligentes. Hoje, isso é feito pelos sistemas ERP, que trazem métodos organizacionais essenciais para qualquer empresa.


Se você tem um empreendimento ou busca melhorias onde trabalha, é possível investir em um ERP. Saiba mais sobre esse tipo de ferramenta a seguir, com este conteúdo exclusivo que a ComSchool preparou!





Sistema ERP


Se você nunca teve contato com o instrumento, provavelmente quer saber o que é ERP. O nome é uma sigla, que significa Enterprise Resource Planning (ou Planejamento de Recursos Empresariais, em português).


A ferramenta é um sistema responsável por gerenciar diversas operações essenciais para um negócio, como:


  1. faturamento;

  2. balanço contábil;

  3. compras;

  4. fluxo de caixa;

  5. inventário;

  6. gestão do estoque;

  7. ponto dos colaboradores;

  8. maquinário, etc.


Dessa maneira, é imprescindível que uma empresa implemente um sistema ERP para organizar uma série de informações que a fazem funcionar. Isso facilita os processos e aperfeiçoa a relação e a análise de resultados.

Como funciona?


Afinal, como funciona o sistema ERP?


Primeiro, é importante pontuar que não existe apenas um programa com essa função. Hoje, diversas empresas oferecem esse tipo de instrumento. Por isso, as opções podem apresentar grandes variações.


No entanto, as ferramentas costumam seguir alguns padrões específicos, que as categorizam como os famosos Enterprise Resource Planning. O sistema é composto por módulos que se integram, com base nos dados da organização. Cada um deles se refere a uma área do negócio.


Por meio deles, é possível entender processos únicos do empreendimento, ajudando nas tomadas de decisões. Normalmente, existem alguns módulos que vêm “de fábrica”, integrados pelo próprio desenvolvedor.


Contudo, há a possibilidade de personalizar a ferramenta com novas características, tornando-a extremamente especial e útil para diferentes negócios, a partir da atuação em setores distintos. Buscar as utilidades mais importantes para a sua empresa faz toda a diferença ao implementar o instrumento.


Como implementar o ERP


Para realizar a implementação e desfrutar das vantagens do ERP, é preciso muito planejamento e atenção. Isso porque a personalização do sistema, um dos benefícios principais da ferramenta, pode ser um risco se não for estudada com cautela.


O ERP vem com módulos pré-instalados, que costumam ser os mais necessários no dia a dia da maioria das empresas. Já estão inclusos em grande parte dos programas: gestão de RH, monitoramento de ponto, controle de gastos, análise de patrimônio, etc.


No entanto, para personalizar a ferramenta conforme as necessidades do seu negócio, o custo de implementação pode aumentar. Por isso, entender as principais dores da sua organização é o primeiro passo para garantir um processo fluido.


1. Conheça sua empresa


Ter uma ideia clara do que a sua empresa precisa para torná-la automatizada é essencial. Isso ajuda a personalizar o ERP segundo as exigências, além de facilitar a integração entre as áreas.


2. Pesquise fornecedores


Existem diversos fornecedores que criam sistemas ERP. Por isso, é fundamental comparar preços e serviços para garantir um bom resultado e economizar. Lembre-se de que o desenvolvimento e a implementação não são as únicas etapas: a manutenção contínua também é essencial.


3. Entre em detalhes


Após escolher algumas alternativas ideais para o seu negócio, é hora de entrar nos detalhes do que cada uma oferece. Assim, você pode entender qual é a opção que vai funcionar melhor em seu empreendimento. Isso é um grande diferencial durante o uso do sistema.


4. Acompanhe o processo


Depois de fechar negócio com a empresa que se encaixa melhor às suas necessidades, é hora da implementação. Acompanhe o processo para entender como ele funciona e observar se todos os serviços acordados foram disponibilizados.


5. Treine sua equipe


Não adianta nada ter um ótimo sistema se os seus colaboradores não podem aproveitá-lo na totalidade. Por isso, ofereça treinamentos para todos estarem cientes das funcionalidades que a ferramenta oferece. Além disso, é importante ter profissionais especializados na equipe para oferecer auxílio, caso seja preciso.


Saiba como turbinar os processos da sua empresa na ComSchool!


A ComSchool oferece diversos cursos que te ajudam a ter mais controle da sua empresa, facilitam a busca por inovações e ensinam você a criar estratégias que fazem toda a diferença no mercado. Caso deseje destacar seu currículo e seu negócio, não deixe de conferir o nosso catálogo!

Aqui, você alavanca seus conhecimentos por meio do nosso curso de gerentes de e-commerce e marketing digital. Assim, é possível estar sempre preparado para encarar novos desafios e otimizar o trabalho!


Kommentare


bottom of page