top of page

SERP: entenda o que o Google mostra para os usuários

Atualizado: 26 de fev.

Poucas coisas são tão cobiçadas por profissionais que trabalham com tráfego orgânico que uma boa posição na SERP. No entanto, se você não tem contato com esse universo, provavelmente, nem sabe o que essa sigla significa.


A SERP é muito mais presente na sua vida do que você imagina. É uma daquelas coisas que estão tão inseridas no dia a dia que passa despercebida. Se você quer saber o que ela é e como funciona, continue a leitura deste conteúdo!


Search engine results page


SERP é a sigla para “search engine results page” ou “página de resultados do motor de busca”, em português. Toda vez que você faz uma pesquisa, o buscador redireciona para uma página em que todos os resultados relevantes são mostrados.


Existem vários fatores que o algoritmo desses motores de busca levam em consideração para entender o melhor resultado para o usuário. O Google, que representa 93% das buscas feitas no Brasil, mantém boa parte das estratégias em segredo, mas existem boas práticas que já são conhecidas.


Além disso, existem outros resultados que não são mostrados puramente por uma questão de ranqueamento orgânico. O próprio Google, por exemplo, dá prioridade para os anúncios pagos na página de resultados, que, muitas vezes, aparecem antes de qualquer coisa.


Outro ponto é que o algoritmo do Google não mostra os mesmos resultados para todos os usuários. A depender dos seus hábitos na web, de onde você mora, da sua idade e de diversas outras informações que a plataforma tem sobre você, ela irá personalizar o que aparece para se encaixar melhor no que acredita que você prefere.


Elementos da SERP


Para criar uma experiência cada vez melhor para a página de resultados, os motores de busca atualizam-se constantemente e otimizam o que aparece. Foi-se o tempo em que uma busca trazia apenas os conhecidos título (title) e descrição (meta description), um abaixo do outro.


Hoje em dia, são tantos elementos que podem aparecer que, a depender do que o usuário busca, nem é necessário clicar em alguma coisa para saber o que precisa — as chamadas no-click searches. Conheça os principais blocos que podem aparecer nos resultados, a seguir.


Title e meta


O title e a meta são os resultados na SERP do Google. São o título da página que contém o conteúdo, juntamente de uma pequena descrição, que pode ser informada pelo próprio site ou escolhida pelo algoritmo.


Rich snippets


Os rich snippets são uma espécie de meta description mais detalhada. A depender do tema do conteúdo de um site, eles podem mostrar informações extras no espaço, como o tempo de preparo de uma receita, por exemplo.


Vídeos


O YouTube é uma das marcas do Google, comumente promovido na página de resultados do buscador. São pequenos cards ou até listas que mostram vídeos que podem ajudar a solucionar a dúvida do usuário.


Trechos em destaque


Os trechos em destaque são as grandes estrelas das no-click searches. São cards que ficam no topo da página, mostrando um conteúdo estendido e mais detalhado que os resultados comuns.


Pesquisas relacionadas


As pesquisas relacionadas aparecem como uma espécie de menu, com o título “As pessoas também perguntam”. Quando o buscador acredita que há questões similares que podem ser úteis para a pesquisa do usuário, ele mostra as respostas.


Notícias


As notícias aparecem em forma de cards, de maneira semelhante aos vídeos. São links com o título da matéria relacionada à pesquisa, comumente questões atuais que estão em alta.


Imagens


Se o usuário fizer uma pesquisa cujos resultados mais relevantes são imagens, a SERP irá priorizar os resultados do Google Imagens. Assim, os principais serão automaticamente fotos. Além disso, sugestões de pesquisa de imagens semelhantes vão aparecer.


Como fazer o site aparecer na SERP?


Existem muitos fatores levados em consideração pelo algoritmo dos buscadores para exibir os conteúdos na SERP. O primeiro passo para um texto de um site entrar para o ranqueamento é estar indexado, ou seja, visível para os robôs o identificarem.


Entre os bilhões de resultados que o Google mostra, existem vários outros que podem não ser detectados por não estarem indexados. Por isso, sempre certifique-se de que o seu site está visível. Além disso, existem algumas boas técnicas de SEO que podem ser aplicadas:


  1. produzir conteúdos de qualidade e regularmente;

  2. utilizar o recurso de sitemap;

  3. aplicar as otimizações técnicas necessárias;

  4. buscar palavras-chaves competitivas;

  5. usar titles e meta descriptions estratégicos;

  6. criar boas parcerias para backlinks;

  7. garantir um bom Page Speed.


Lembre-se de que existem muitas técnicas que podem ser aplicadas para aumentar o ranqueamento. Essas são apenas as principais, consideradas prioritárias para começar o trabalho de SEO. Ainda assim, elas sempre podem mudar. Por isso, é importante ficar atento às novidades do Google.


Conheça técnicas de SEO aqui, na ComSchool!


Se você quer conhecer técnicas de SEO para ajudar no ranqueamento do seu site, não deixe de descobrir os cursos de SEO que a ComSchool oferece! Há diversas opções disponíveis para cada nível de conhecimento.

Comments


bottom of page