top of page

5 Principais Redes Sociais para Empresas

Hoje em dia uma empresa que não investe em marketing digital está perdendo a oportunidade de impulsionar seu crescimento.

As redes sociais são, sobretudo, um meio de exercer autoridade no mercado e aumentar a taxa de conversão das vendas.

Mas lançar-se no mercado digital é assumir um desafio: as empresas precisam se preparar para o relacionamento com o usuário nos canais que ele mais frequenta – Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e o Youtube.

Em outras palavras, as marcas devem mapear as particularidades de cada plataforma e trabalhar uma linguagem específica para cada uma delas. Considere que cada rede social tem um público diferenciado e precisa de interações personalizadas.

Veja a seguir o conceito das mídias principais e as mídias de apoio, e conheça as individualidades de cada formato:

Mídias Principais e Mídias de Apoio

Partindo desse princípio, o primeiro passo para usar as redes sociais na estratégia de uma empresa é criando um planejamento de mídia.

Vamos supor que você trabalhe com produção de conteúdo para um portal de turismo e deseja divulgar o seu trabalho nas demais redes.

Antes de mais nada você terá que dispor de uma mídia base, no caso o portal online, só assim você conseguirá veicular o conteúdo nas mídias de apoio: Facebook, Twitter etc.

Vale lembrar que em determinado momento todas essas mídias irão convergir, ou seja, todo conteúdo que você divulgar nas redes sociais vai direcionar tráfego para a mídia principal, onde o usuário será capaz de encontrar mais informações da publicação.

Outro ponto importante é manter uma frequência de postagem, e permanecer presente em todos os veículos que ele navega, mas sem postagens excessivas para não gerar impressões negativas.

Quais redes sociais usar para o seu negócio?

facebook-comschool

Por que aderir?

Além de ser um dos canais mais visitados, o Facebook disponibiliza uma série de formatos de publicações, como: gifs, imagens em slideshow, lives, vídeos gravados, interações de curtidas, reações e compartilhamentos, criação de eventos, canvas, mensagens por inbox, e até mesmo torna explícita a avaliação dos usuários em relação a empresa.

O sistema de métrica do Facebook também não fica para trás. É possível acompanhar o número de visitantes e os horários que eles mais interagiram com a página, além de medir o alcance da publicação, a taxa de envolvimento (interações no período), e muitas outras estatísticas para orientar as empresas sobre o engajamento da fanpage.

twitter-comschool

O grande desafio dessa rede social é contextualizar a mensagem em apenas 280 caracteres. Mas se por um lado parece um canal restrito de se trabalhar, por outro, sua empresa conseguirá interagir como em qualquer outra rede social, apostando em imagens, vídeos e na localização.

O foco dessa mídia é um pouco diferente, nela você faz postagens curtas, mas que se atualizam rapidamente, mantendo uma comunicação contínua.

Por que aderir?

O principal diferencial do Twitter é o uso das hashtags, se elas forem eficazes e cumprirem com a proposta podem entrar no Trending Topics, espécie de ranking das publicações mais comentadas, curtidas e compartilhadas. Uma empresa que for capaz de liderar essa colocação será vista a nível mundial.


Instagram-comschool

O Instagram virou febre internacional e já tem 800 milhões de usuários ativos por mês, segundo dados do G1. As imagens são a chave dessa ferramenta, e se as marcas investirem nesse formato, conseguirão se adequar melhor às preferências do público.

Por que aderir?

As opções de filtro e moldura de foto são os fatores que mais atraem os internautas. A qualidade da fotografia combinada com as hashtags podem garantir a visibilidade do seu negócio.

Vale lembrar que o intuito do Instagram é mostrar por meio da imagem o melhor do produto, despertando a imaginação e o desejo de consumo.

Outro recurso interessante e que vem despertando o interesse das empresas é o Stories, esta ferramenta permite postar vídeos curtos que desparecem depois de 24 horas de publicação.

É uma oportunidade das marcas compartilharem as suas atividades diárias, sem exagerar na quantidade de publicações, e ainda é possível enfeitar com desenhos e emojis e até inserir links para promover o site da empresa na rede social.

Youtube-comschool

Já o Youtube é uma rede social dinâmica e mais agradável de se informar, por isso, é a principal alternativa dos usuários que buscam conhecimento e lazer.

A vantagem do Youtube vai além de trabalhar com um conteúdo visual e informativo, é também a chance para os empreendedores promoverem conteúdos promocionais, tal como as propagandas na vinheta e os anúncios demarcados no decorrer da barra de progresso.

Por que aderir?

Um canal no Youtube é a oportunidade de apresentar a infraestrutura e a organização da empresa, em vídeos de diversos formatos que fortalecem a estratégia de marketing de conteúdo.

Sua empresa pode inserir links no espaço de anotações do vídeo e receber um feedback dos usuários nos comentários, e a dica é se pautar nessas interações na hora de produzir um novo conteúdo.

As técnicas de SEO para vídeos e a escolha de palavra-chave adequadas também são importantes para otimizar esse processo, assim aumentam as chances de o vídeo ser mais facilmente encontrado. Por fim, utilizando o Youtube você será capaz de integrar esses formatos nas suas outras redes sociais.

Linkedin-comschool

Criando uma fanpage no Linkedin a empresa estará mostrando o seu lado profissional, institucional e comercial. Essa rede social pode ser vista como porta de entrada para o mercado nacional e internacional, decisivo na hora de investir no networking e se conectar a especialistas de todo o mundo.

Por que aderir?

Normalmente nessa plataforma as empresas exaltam sua colocação no mercado, mostrando de modo coerente e coeso sua missão, visão e valores. Nesse meio os conteúdos podem ser tanto institucionais quanto mais práticos, com dicas para os profissionais que buscam melhorar sua qualificação. E quem melhor para dar dicas do que uma empresa experiente no segmento?

Investindo nesse tipo de conteúdo você estará oferecendo algo de valor profissional a esses usuários, mas não se descuide, não cabe a essa rede social abordagens de entretenimento e recreação.

E além de tudo isso, o Linkedin ainda desempenha um papel importante na intermediação entre a prospecção de potenciais clientes e na análise da concorrência.

E aí, se interessou pelo conteúdo?

Se você deseja se especializar e impulsionar sua empresa nas mídias sociais o Curso de Gerente de Mídias Sociais vai te ensinar várias estratégias digitais!

Commentaires


bottom of page